Publicado em Deixe um comentário

Growroom: Como montar um quarto de maconha?

Um armário de cultivo, grow, vem virando desejo de muitas pessoas que procuram cultivar sua própria medicina em casa. O “grow” pode ser tanto um “grow tent”, que é uma tenda, armário, feito de um material a prova de luz, projetada para cultivo indoor, como pode ser um quarto da sua casa que não é utilizado, independentemente da forma e espaço, é indispensável alguns fatores:

Um local arejado, limpo, com bom espaço para trabalhar com as plantas, próximo de uma janela e 100% isolado da luz de fora. Feito isso, é necessário trabalhar em outro aspecto muito importante, que não é somente a circulação, com ventiladores, mas também a troca de ar, que pode ser feita com extratores e intratores de ar usando dutos flexíveis. Interessante é sempre fazer a entrada de ar pela parte inferior, e tomada de ar extraindo o ar quente na parte superior do grow.

Depois de ter toda essa estrutura essencial, basta escolher qual tipo de iluminação será melhor para você. Hoje há muitas opções, LED, LEQ, HPS, HID… até mesmo fluorecentes, mas aí é recomendável fazer um estudo específico sobre, cada tipo de iluminação tem seus prós e contras, como consumo, rendimento, quantidade de lúmens etc etc..

Após ter decidido qual será seu sistema de cultivo, é necessário saber o que a planta necessita para ter um bom desenvolvimento e o que pode ser feito para aprimorar seus rendimentos, escolha uma boa terra, nova, aerada, que será a “mesa” onde ela se alimenta até o final do seu ciclo. Depois de germinada a semente é transplantada a terra, ela terá um período entre 7 até 12 dias onde ainda é apenas um “broto”,abrindo e desenvolvendo seu primeiro par de folhas que as caracterizam, esse par de folhas importante que carrega nutrientes necessários para esses primeiros dias de vida. não é necessário nenhum tipo de fertilização nesse estágio, somente uma boa terra com perlita de preferência, mantendo uma umidade acima de 70%. Para um bom crescimento do sistema de raízes manter a terra sempre úmida é importante, recomenda-se o uso de um borrifador para não molhar demais a terra, apenas umidecer.

Esses primeiros dias, ela entra em estado vegetativo, onde irá desenvolver seus ramos, galhos, folhas e raízes, recomenda-se temperaturas de até 28º e umidade acima de 60%. Durante essa fase, ela precisa de nutrientes básicos, como nitrôgenio, fósforo e potássio, magnésio também é um importante nutriente para as folhas, favorecendo uma melhor processo de fotosíntese. Ficará nesse estágio até que os dias fiquem mais curtos (controlado em cultivos indoor, e das variedades automáticas(ruderalis) que dispensam fotoperíodo) iniciando-se o processo de floração.

Na formação das suas flores, depois de todo cuidado em seu crescimento no vegetativo, é necessário os mesmos nutrientes básicos numa dosagem maior, na verdade os nutrientes para vegetativo e floração são parecidos, mudando somente a proporção desses mesmos, que é maior na flora onde se exige mais da planta. Recomenda-se uma temperatura entre 24-26º e umidade perto dos 50%, não muito para mais, e nem para menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *